Manter uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudáveis com o ritmo frenético que vivemos atualmente nem sempre é fácil. De certeza que já deu por ti a saltar o pequeno-almoço, a comer mais snacks do que devia em pequenas pausas entre o trabalho e a aquecer pratos pré-cozinhados no micro-ondas cinco vezes por semana.

É provável que com esses hábitos tenha ganho algum peso e que a prática de desporto seja cada vez mais difícil. Seguindo algumas práticas alimentares e algumas técnicas de organização é possível conciliar o trabalho e os horários nem sempre certos com uma alimentação saudável. Descubra como:

O pequeno-almoço não é negociável

Nem que esteja super atrasado para o trabalho ou para uma reunião às 8:30, é importante que tome o pequeno-almoço. Mesmo que não tenha tempo para se sentar à mesa e comer de forma relaxada, pode sempre levar um pacote de bolachas e uma peça de fruta e comer pelo caminho. O importante é não começar o dia sem comer – o pequeno-almoço é uma das bases mais importantes de uma alimentação equilibrada e saudável!

Depois de estar várias horas sem comida, o corpo está com pouca energia. Isto significa que pode ter quebras de glicemia, dificuldade em concentrar-se e até ter tonturas.

Várias refeições ao longo do dia

Algumas pessoas fazem apenas três refeições por dia: o pequeno-almoço, o almoço e o jantar. No entanto, se quer tentar manter um estilo de vida ativo e uma alimentação saudável, é fulcral que coma (em média) de 3 em 3 horas. Isso permite que o corpo tenha sempre uma fonte de energia, que nunca fique esfomeado e não compense nas refeições principais.

Muitas pessoas que não lancham acabam por comer em demasia ao almoço e ao jantar, o que faz com a digestão seja mais difícil: um processo de digestão dificultado e lento acaba por provocar cansaço, o que faz com que não se consiga praticar exercício ou desporto.

Evite picos glicémicos

Outra das vantagens de comer várias vezes por dia é a eliminação de potenciais picos de açúcar. Quando ingerimos demasiados hidratos de carbono de uma só vez, acabamos por ter mais sede e mais dificuldade em concentrar-nos.

Deve também tentar evitar comidas demasiado doces à hora do lanche (nada de lanchar uma tablete de chocolate!). As comidas com demasiado açúcar são absorvidas rapidamente pelo organismo, o que faz com que a sensação de fome regresse rapidamente.

Uma forma de privilegiar uma alimentação saudável, é comendo fruta ao lanche; se o fizer, tente misturá-la com algo de absorção mais lenta, como uma fatia de pão integral ou uma barra de cereais.

Homem e mulher a beber água de garrafas de plástico, promovendo a alimentação saudável

Mantenha-se hidratado

Beber bastantes líquidos – água, água com gás, sumos naturais de fruta – ajuda a melhorar a função renal e a repor os eletrólitos depois de fazer exercício. Quando o corpo está desidratado fica muito mais vulnerável a doenças oportunistas como o herpes labial (sempre incómodo!), infeções urinárias e problemas digestivos.

Refeições completas ao almoço e ao jantar

Ao almoço e ao jantar tente incluir uma porção de proteína (no máximo do tamanho da palma da mão), legumes e hidratos de carbono. As refeições com alimentos de vários grupos alimentares são mais saciantes e saudáveis e garantem a ingestão da maioria das vitaminas e sais minerais que precisa.

Sempre que possível, opte por comida caseira: se não gostar de cozinhar, cozinhe apenas uma vez por semana e congele para o resto dos dias! No caso de precisar de comer pratos pré-preparados, evite refeições com um alto valor de sódio, gorduras hidrogenadas e edulcorantes. Bom apetite!

Ginásio.org
Author

O GINÁSIO.ORG é a tua fonte de informação para nutrição, suplementação, planos de treino, análise de suplementos e muito mais.

Write A Comment